A minha revolução

Como é dia do trabalhador vou aproveitar para fazer uma das coisas que me dá muito prazer, contar histórias.

E esta é a história de Catarina Eufémia, na minha pessoa.

Tentando ser original, o que não é fácil, depois de muitos anos a oferecer presentes de aniversário ao meu marido, preparei o deste ano com alguma antecedência. Abusei da disponibilidade de alguns amigos que generosamente me enviaram o “Jornal do Avante”, de 1974, digitalizado, onde se celebra o primeiro aniversário da Catarina Eufémia, em Baleizão e em cuja imagem de capa ele se encontra presente.

Um momento histórico em vias de se perder no tempo e no esquecimento, que faz agora parte das paredes com história da minha vida.

Anúncios