Archive for Abril, 2010

Dia da Mãe

Antecipando o dia da Mãe, dedico este vídeo a todas as Mulheres da minha vida.

Anúncios

Cafés Moura

Descobri numa das minhas deambulações pelo mundo virtual, esta imagem que me sensibilizou imenso. Os Cafés Moura pertenciam ao meu pai, quando residíamos em Angola. Era habitual  imprimir o logotipo da empresa em utilitários ( copos, paliteiros, bases de copos, etc), para oferta aos clientes. Nenhum destes objectos nos resistiu ao tempo ou a algumas mudanças de geografia. Esta imagem desencadeou, por isso,  um carrossel de memórias, pois representa uma das imagens da minha infância.

 


25 de Abril

Cartoons do 25 de Abril de 74  ao 25 de Abril dos nossos dias.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Kunstbar

 

Vai um copo no Kunstbar?


From my friend, Claudia

 Last night, I had a nightmare about this

Oh, mirror in the sky
What is love?
Can the child within my heart rise above?
Can I sail thru the changing ocean tides?
Can I handle the seasons of my life?


A viagem da viragem

 

Desde há muitos anos que faço visitas de estudo ao estrangeiro, com jovens adolescentes. Para além do trabalho que este tipo de iniciativas acarreta e da responsabilidade de afastar menores do seu seio, as contrapartidas compensam. A forma delirante como reagem, os olhinhos a brilhar, o agradecimento dito ou sentido na forma como nos olham e tocam. A forma vivida e emocionada como, anos mais tarde, ainda nos fazem recordar momentos vividos.

Este ano, senti que alguma coisa está a mudar. A simpatia transformou-se em obrigação, o brilho nos olhinhos já não é de felicidade e agradecimento, mas a reacção a alguma contrariedade. Os pequenos prazeres de guardar gadgets como lembranças de uma viagem que para muitos é a primeira e poderá ser a última para alguns, transformou-se agora em cartão de crédito controlado por jovens em crescimento.

Porque a capacidade de agradecer se dilui na perspectiva de que Eu sou o centro do mundo, porque o conceito de que os outros existem para nos servir, porque a única responsabilidade é aquela que o dinheiro pode comprar, por tudo isto – esta foi a viagem da viragem.

Viajar também é sentir.


London

Este slideshow necessita de JavaScript.


Underground poetry

 

 


Até breve!!

Divino cheiro pelo ar,
incenso,flores,comidas
para sentir e perfumar…
Gosto de vida,coração
e uma ferida,deixei tudo,
deixei minha alma cansada
e atrevida fui viajar…

(—)

Habito variadas terras,
visto-me em sorrisos,
em saias e saris…
Cabelos curtos,tranças,
pulseiras e bindi…
Sou várias,sou tantas,
sou daqui, de lá,de onde
a brisa está…
Viajo…E sei
onde vou parar…
Viajo e só tenho uma certeza:
quero mais é viajar…

Karla Bardanza


Rui Zink


For you, Claudia

If we are attentive, there’s a music for each moment of our life. This is your moment, as you are one of the colours of my pallet…