Tudo o que faz barulho é desagradável. Algumas exuberâncias, então, é de fugir-lhes antes que uma  vulgaridade de esgares simiescos desfeie os dias. Felizmente, consigo manter-me ao abrigo de vozes desagradáveis. As pessoas que me dão atenção e companhia cultivam uma tristeza elegante, têm dedos melancólicos e não acreditam em nada para além da beleza segura de alguns livros, de alguns quadros, de alguns filmes. O resto é um rio, por isso me quero com flores no regaço.

“A Ronda dos Dias”

Anúncios

One response

  1. (suspiro)

    Dezembro 30, 2012 às 11:43 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s