The Girl with the Dragon Tattoo

Uma tarde muito bem passada, com atmosferas azul cinza muito opressivas e glaciais, muita tecnologia de comunicação, personagens perversas… Há violações muito cruéis e explícitas, perseguições de mota, uma câmara de tortura numa cave sinistra, uma família pouco recomendável cheia de segredos de incesto e passados nazis, há uma tatuagem forçada na barriga adiposa de um sádico abusador de raparigas indefesas: “Sou um porco sádico, um pervertido e um violador”. Tudo isto com o “tensímetro” sempre ligado.

Anúncios

4 responses

  1. E o dedo genial de Trent Reznor na banda sonora. Imperdível. 🙂

    Janeiro 25, 2012 às 8:57 pm

  2. Helena Gomes

    Concordo plenamente. Venham os próximos.

    Janeiro 25, 2012 às 9:05 pm

  3. Fazes-me falta, coração.

    (O meu terapeuta disse-me que eu devia expressar claramente o que sinto, pois sou emocionalmente desligada. Eu deixei de lá ir. Espero ter sido clara o suficiente! Brincadeira, claro, mas apetecia-me mesmo a tua lareira, a tua jeropiga, a tua companhia e o teu riso cheio e contagiante.)

    Beijoooooooooooooooo*

    Janeiro 26, 2012 às 7:31 pm

  4. Helena Gomes

    Este fim-de-semana vou até à capital, mas nos próximos estou por cá. Vem, que fazemos um jantar daqueles…

    Janeiro 26, 2012 às 10:48 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s